Destaques

 

 

 

Periodontia

 

 

 

Periodontite ou popularmente piorréia é um grupo de doenças inflamatórias que afetam os tecidos periodontais(periodontium), como por exemplo os tecidos que envolvem e fixam o dente a cavidade bucal. A periodontite consiste em uma perda progressiva do osso alveolar em volta do dente, junto com uma resposta imunológica do hospedeiro contra os micro-organismos presente na região sub-gengival. O diagnóstico da periodontite é feito com a inserção de uma sonda no sulco gengival ( exame clínico) e com o raio-Xretirado do paciente que é usado para determinar a perda óssea ao redor do dente.

 

Três em cada cinco
portugueses com dores de dentes, muitos deles com periodontite, não vão ao dentista.

 Resultado? Hemorragias, inflamação das gengivas
e mau hálito são alguns dos sintomas desta doença oral que pode provocar a queda
de dentes. Previna-a enquanto é tempo.

 A periodontite da inflamação e infecção do tecido que suporta os dentes e ocorre quando uma gengivite não é bem tratada, evoluindo para periodontite. 


Causas

A periodontite é causada, na maioria das vezes, pela acumulação de placa bacteriana e tártaro entre os dentes e as gengivas, dando origem a cavidades profundas entre a raiz do dente e o osso subjacente. Com o passar do tempo e, caso não seja tratada, o maxilar adjacente à cavidade vai-se destruindo até o dente abanar, podendo mesmo cair.

 

Sintomas

 

Hemorragias, inflamação das gengivas e mau hálito. O dente pode mudar de posição e projectar-se para fora, dependendo da quantidade de osso perdido. Normalmente, não provoca dor, a não ser que os dentes se movam ao mastigar ou se surgir um abcesso.

 

Tratamento

 

Numa primeira fase, é necessário fazer uma limpeza com raspagem, eliminar as bolsas periodontais e controlar a inflamação. Pode ainda recorrer-se à cirurgia para remodelar o osso à volta do dente ou corrigir os defeitos com enxertos obtidos do céu da boca.

 

Prevenção e avanços

 

 

A boa higiene oral é a única forma de controlar a placa bacteriana e prevenir o aparecimento desta doença. O uso de fio dentário é imprescindível, bem como visitar o dentista ou higienista duas vezes por ano para realizar limpezas. Um dos mais recentes avanços para controlar tanto a periodontite como a gengivite são os testes de ADN microbiológico, que permitem determinar com exactidão os tipos de bactérias que cada indivíduo tem, para depois eliminar apenas as indesejáveis e, assim, prevenir a ocorrência destas doenças orais.

Facebook Estácio